Como medir as vantagens do outsourcing em TI

Fonte: http://www.administradores.com.br/informe-se/informativo/como-medir-as-vantagens-do-outsourcing-em-ti/8923/

A prestação de serviços de outsourcing é uma das modalidades que mais tem crescido na área de TI – Tecnologia da Informação. O conceito vem evoluindo ao longo dos anos, tornando-se um importante fator de competitividade para as empresas.

A prestação de serviços de outsourcing é uma das modalidades que mais tem crescido na área de TI – Tecnologia da Informação. O conceito vem evoluindo ao longo dos anos, tornando-se um importante fator de competitividade para as empresas.

Numa tradução pura e simples, outsourcing nada mais é que terceirização, mas quando se fala em estratégia de negócios, o outsourcing das áreas de tecnologia transforma-se numa ferramenta imprescindível para aumentar, simultaneamente, produtividade e rentabilidade e proporcionar maior vantagem competitiva.

Segundo o administrador Miguel Ruiz, da MR Consultoria, especialista no assunto, empresas de todos os segmentos estão adotando as parcerias com especialistas para gerir as suas área de Tecnologia da Informação. “Hoje a maioria das grandes companhias tem algum processo terceirizado”, informa.

Ruiz explica que do ponto de vista da gestão, com o outsourcing da TI, as empresas podem dedicar-se integralmente ao foco principal das suas atividades. “A incorporação profissionais melhor qualificados para o suporte tecnológico propicia resultados de mais qualidade aos serviços e mais disponibilidade do pessoal interno para o negócio da empresa propriamente dito”.

Para ele já estão comprovadas as vantagens e os benefícios do outsourcing, seja por razões estratégicas, operacionais ou de gestão. Dentre os principais resultados, Ruiz destaca a redução de custos globais do setor, melhor abordagem de negócio e melhoria da qualidade do serviço prestado. Hoje em dia, porém, as grandes questões são: quais são as melhores práticas e as maneiras de aderir à terceirização, como escolher os parceiros adequados e de que forma medir seus resultados?

Ruiz aconselha as empresas a procurarem no fornecedor de outsourcing um parceiro de negócios, que traga uma vasta gama de habilidades e pontos fortes. “Uma boa consultoria determina o que é melhor para o cliente”, diz ele. “Um especialista em TI bem preparado tem condições de avaliar e planejar como a tecnologia vai apoiar a evolução dos negócios da empresa”, garante.

“Por ter a tecnologia o seu negócio principal (core-business) e o custo de infra-estrutura e mão-de-obra compartilhado entre outros contratantes, a empresa tende a ter uma maior capacidade evolutiva”, sentencia Miguel. “Mais do que um contrato, é preciso estabelecer uma relação de parceria de negócios”, completa.

Para Ruiz, vale a pena avaliar a performance do outsourcing com base num amplo conjunto de resultados e não limitar a avaliação apenas ao fator “redução de custos”. O especialista indica a incorporação do SLA – Service Level Agreement (Contratos por níveis de serviços), como mecanismo segundo o qual a empresa contratante discrimina as garantias de qualidade, quantidade, modalidade e precisão dos diferentes serviços a serem oferecidos.

Os projetos podem ser customizados e até mesmo exclusivos. O pagamento pode ser feito sob demanda ou seja, o a empresa contratante só deve pagar pelo serviço consumido

A DANRESA Consultoria de Informática é especializada em Outsourcing de TI ( Terceirização de TI )

As modalidades de terceirização são focadas nos negócios dos clientes e sob medida, de acordo com as necessidades de cada empresa.

A DANRESA atua em diversos cenários de terceirização como Outrsourcing, Outtasking e Multisourcing de TI, alocando infra-estrutura de ponta e profissionais especializados, efetuando gerenciamento, acompanhamento, aferição de produtividade, qualidade, desempenho e demonstrando os resultados e melhorias do ambiente, sempre agregando valores aos processos envolvidos.

Os Consultores especializados da DANRESA participam ativamente em ajudar os clientes nas estratégias de negócios relacionadas ao ambiente de TI.

Saiba mais em http://www.danresa.com.br/Paginas/Servicos/Outsourcing/frmOutsDiferenciaisDANRESA.aspx

Para receber uma proposta ou visita técnica de um Consultor DANRESA ou tirar dúvidas sobre os cenários de terceirização de TI oferecidos pela DANRESA a seus clientes ligue para 55 11 4452-6450 ou envie um e-mail para comercial@danresa.com.br

Para conhecer os produtos e serviços oferecidos pela DANRESA Consultoria de Informatica a seus cliente acesse http://www.danresa.com.br

Neste blog também há vários artigos relacionados ao tema e várias páginas com informações sobre a DANRESA e suas atividades no Brasil e Exterior.

Anúncios

Vantagens da terceirização da TI

Fonte: http://www.baguete.com.br/artigos/273/miguel-ruiz/15/06/2007/vantagens-da-terceirizacao-da-ti

Por Miguel Ruiz

A prestação de serviços de outsourcing é uma das modalidades que mais tem crescido na área de TI – Tecnologia da Informação. O conceito vem evoluindo ao longo dos anos, tornando-se um importante fator de competitividade para as empresas. Numa tradução pura e simples, outsourcing nada mais é que terceirização, mas quando se fala em estratégia de negócios, o outsourcing das áreas de tecnologia transforma-se numa ferramenta imprescindível para aumentar, simultaneamente, produtividade e rentabilidade e proporcionar maior vantagem competitiva. Empresas de todos os segmentos estão adotando as parcerias com especialistas para gerir as suas área de Tecnologia da Informação. Hoje, a maioria das grandes companhias tem algum processo terceirizado. Do ponto de vista da gestão, com o outsourcing da TI, as empresas podem dedicar-se integralmente ao foco principal das suas atividades. A incorporação de profissionais melhor qualificados para o suporte tecnológico propicia resultados de mais qualidade aos serviços e mais disponibilidade do pessoal interno para o negócio da empresa propriamente dito. Neste sentido, já estão comprovadas as vantagens e os benefícios do outsourcing, seja por razões estratégicas, operacionais ou de gestão. Dentre os principais resultados, a redução de custos globais do setor, melhor abordagem de negócio e melhoria da qualidade do serviço prestado. Hoje em dia, porém, as grandes questões são: quais são as melhores práticas e as maneiras de aderir à terceirização, como escolher os parceiros adequados e de que forma medir seus resultados? As empresas devem procurar no fornecedor de outsourcing um parceiro de negócios, que traga uma vasta gama de habilidades e pontos fortes. Uma boa consultoria pode determinar o que é melhor para o cliente, um especialista em TI bem preparado tem condições de avaliar e planejar como a tecnologia vai apoiar a evolução dos negócios da empresa. Por ter a tecnologia como seu negócio principal (core-business) e o custo de infra-estrutura e mão-de-obra compartilhado entre outros contratantes, a empresa de outsourcing tende a ter uma maior capacidade evolutiva. Mais do que um contrato, é preciso estabelecer uma relação de parceria de negócios. Vale a pena avaliar a performance do outsourcing com base num amplo conjunto de resultados e não limitar a avaliação apenas ao fator “redução de custos”. A incorporação do SLA – Service Level Agreement (Contratos por níveis de serviços)discrimina as garantias de qualidade, quantidade, modalidade e precisão dos diferentes serviços a serem oferecidos. Os projetos podem ser customizados e até mesmo exclusivos. O pagamento pode ser feito sob demanda, ou seja, a empresa contratante só deve pagar pelo serviço consumido.

A DANRESA Consultoria de Informática é especializada em Outsourcing de TI ( Terceirização de TI )

As modalidades de terceirização são focadas nos negócios dos clientes e sob medida, de acordo com as necessidades de cada empresa.

A DANRESA atua em diversos cenários de terceirização como Outrsourcing, Outtasking e Multisourcing de TI, alocando infra-estrutura de ponta e profissionais especializados, efetuando gerenciamento, acompanhamento, aferição de produtividade, qualidade, desempenho e demonstrando os resultados e melhorias do ambiente, sempre agregando valores aos processos envolvidos.

Os Consultores especializados da DANRESA participam ativamente em ajudar os clientes nas estratégias de negócios relacionadas ao ambiente de TI.

Saiba mais em http://www.danresa.com.br/Paginas/Servicos/Outsourcing/frmOutsDiferenciaisDANRESA.aspx

Para receber uma proposta ou visita técnica de um Consultor DANRESA ou tirar dúvidas sobre os cenários de terceirização de TI oferecidos pela DANRESA a seus clientes ligue para 55 11 4452-6450 ou envie um e-mail para comercial@danresa.com.br

Para conhecer os produtos e serviços oferecidos pela DANRESA Consultoria de Informatica a seus cliente acesse http://www.danresa.com.br

Neste blog também há vários artigos relacionados ao tema e várias páginas com informações sobre a DANRESA e suas atividades no Brasil e Exterior.

 

 

Service Desk DANRESA

Alta qualidade técnica no suporte e maior velocidade na solução e encaminhamento dos problemas.

A DANRESA Consultoria de Informática é referência em Qualidade de atendimento em Service Desk.

O Service Desk é a principal interface operacional dentro da corporação, entre a área de TI e os usuários dos seus serviços. É o primeiro contato dos usuários com a área de TI quando existir qualquer necessidade de contato.

Quando um cliente ou usuário tem algum problema, reclamação ou incidente, buscam respostas e soluções rapidamente, o mais importante é que querem um resultado de seu problema resolvido. Não há nada mais frustrante do que ao recorrer a uma organização ou departamento e precisar passar por várias pessoas, até encontrar a pessoa certa para relatar o ocorrido. Para atender tanto ao cliente e aos objetivos comerciais da corporação, muitas organizações tem implementado um ponto central de contato para a manipulação do cliente, usuário. Esta função é conhecida como Service Desk.

Nas empresas, as atuais operações de Service Desk emergiram como principal meio de obter ganhos significativos na produtividade e melhorar todos os aspectos do negócio. Um suporte eficiente pode ser um ativo estratégico, oferecendo um valor tangível e um ROI Return of Investiment mensurável. Cada vez mais, as empresas estão descobrindo na prática, como esta capacidade pode ser um diferenciador competitivo especialmente no atual clima econômico e aprimorando as suas bases, enquanto estão aumentando a satisfação do cliente, a sua fidelização, e a produtividade.

O Service Desk atua estrategicamente, como uma função para identificar e diminuir o custo de infraestrutura; apóia a integração e gestão de mudanças distribuído em toda a empresa; reduz os custos pela utilização eficiente dos recursos e tecnologias; auxilia na satisfação do cliente; auxilia nas oportunidades de negócio. O Service Desk é provavelmente para muitos clientes a função mais importante em uma organização.

A DANRESA inovou o processo de atendimento a Service Desk oferecendo a seus clientes grandes benefícios:

Benefícios do Service Desk DANRESA

  • Redução visível do número de problemas aumentando a satisfação dos usuários;
  • Redução de custos diretamente ligados a indisponibilidade dos usuários;
  • Service Desk Especializado baseado nas práticas do ITIL;
  • Analistas Certificados em atendimento a usuários de sistemas de computadores;
  • Ferramenta de Gerenciamento de incidentes totalmente WEB;
  • Disponibilidade 7 x 24

atendente de service desk online

Veja abaixo quais são as sete técnicas de qualidade adotadas pela DANRESA nos contratos de Service Desk de seus clientes:

1. Resolução de mais de 80% dos incidentes via atendimento remoto:por uma simples questão de ganho de tempo e produtividade, quanto mais rapidamente os serviços forem restabelecidos para os usuários, sem a necessidade de deslocamentos de profissionais, menores serão os impactos nos negócios causados por falhas na área de TI.

2. Gravação telefônica e filmagem dos atendimentos: é crucial que todos os atendimentos sejam registrados pelo sistema de telefonia e também por uma ferramenta de service desk que filme tudo o que foi feito remotamente pelo analista na máquina do usuário. Só dessa forma é possível garantir auditorias e trabalhos de melhoria contínua no atendimento prestado pelos analistas aos clientes.

3. Análise minuciosa e em tempo-real dos chamados: o fornecedor de Service Desk deve garantir que haja uma área de qualidade designada a monitorar o atendimento que está sendo realizado pelos analistas. Eles devem ser treinados para ser detalhistas quando efetuam o registro ou transferência de um incidente para o segundo nível e as soluções devem ser descritas com todos os passos envolvidos no processo de correção do problema, de forma que qualquer atendente que acompanhe o incidente saiba o que está ocorrendo sem a necessidade de perguntar a quem efetuou o atendimento.

4. Pesquisa de satisfação: todo chamado registrado no sistema de Service Desk deve ser pontuado, ou seja, o usuário deve ser convidado a dar uma nota ao atendimento. Com isto, consegue-se avaliar o nível de satisfação dos usuários e realizar trabalhos baseados nessa avaliação.

5. Relatórios mensais para o cliente: o fornecedor de Service Desk deve informar via relatórios e indicadores mensais quais são os maiores problemas registrados durante o período, auxiliando o cliente a traçar suas estratégias e investimentos para a área de TI.

6. Avaliação periódica dos analistas: Periodicamente, os analistas do Service Desk devem passar por uma avaliação que permita saber se há necessidade de reciclagem, treinamento, motivação, etc.

7. Garantia de redução no número de problemas de TI: com o envio periódico de relatórios aos clientes, o fornecedor de Service Desk pode demonstrar mês a mês para o cliente a quantidade de chamados e como se deu a resolução dos incidentes de TI. Com técnicas e critérios de qualidade, o fornecedor consegue garantir que os incidentes e problemas de Informática sofrerão uma queda gradativa, melhorando a produtividade de toda a corporação.

Estrutura de Atendimento

Service Desk com foco na qualidade

O Processo de monitoração e auditoria da qualidade implantado em nosso Service Desk conta com as seguintes ferramentas:

Monitoria OnLine:

A área de qualidade conta com um monitor onde todos os analistas são apresentados de forma on-line fornecendo informações de quem está em atendimento, quem está parado, chamadas em espera, chamadas perdidas, desistências, duração do atendimento e status operacional das entradas e saídas de chamadas

Shadow (Sombra):

Recurso em que a monitoria de qualidade pode entrar num chamado durante o atendimento e ouvir a conversa entre o Analista de Service Desk e o usuário. Este recurso pode ser usado com ou sem a ciência do Analista. Este recurso é apenas ouvido pelo Analista, sendo totalmente transparente para os usuários. Em alguns casos este recurso é utilizado para orientação de um Analista durante um atendimento.

Sistema de Service Desk:

A DANRESA possui uma ferramenta de Service Desk totalmente “WEB” e desenhada para trabalhar com as práticas recomendadas pelo ITIL.  Todos os incidentes são registrados nesta ferramenta e tudo o que é registrado passa pela monitoria da qualidade visando garantir que os Analistas sejam detalhistas quando efetuam o registro ou transferência de um incidente para o segundo nível.
Neste caso, será impossível encontrarmos incidentes com a solução do tipo “problema resolvido”, ou seja, sempre teremos soluções detalhadas com todos os passos envolvidos no processo de solução do problema e de forma que qualquer pessoa que acompanhe o incidente saiba o que está ocorrendo sem a necessidade de perguntar a quem efetuou o atendimento.

Conheça o nosso Manual do Usuário do Sistema Service Desk DANRESA.

Gravação dos atendimentos:

Todos os atendimentos são registrados pelo nosso sistema de telefonia para que sejam possíveis auditorias e trabalhos de melhoria contínua da qualidade dos nossos Analistas.

Filmagem dos atendimentos:

Todos atendimentos que utilizam o Suporte Remoto ao computador do usuário são filmados e a gravação é armazenada para que em caso de necessidade possa ser auditada e discutida em reunião gerencial. A DANRESA utiliza também estas gravações para melhoria contínua do próprio time de atendimento do cliente exemplificando como foram resolvidos alguns incidentes.

Avaliação periódica dos Analistas:

Periodicamente nossos analistas passam por uma avaliação que nos permite saber se há necessidade de reciclagem, treinamento, motivação, etc..

Pesquisa de Satisfação:

Todo chamado registrado no sistema de ServiceDesk pode ser pontuado, ou seja, o usuário recebe um e-mail com um convite para que ele dê uma nota ao atendimento. Com isto conseguimos avaliar o nível de satisfação dos usuários e realizar trabalhos baseados nesta avaliação.

Relatórios:

Mensalmente extraímos relatórios da ferramenta de ServiceDesk que nos permitem informar quais são os maiores problemas registrados durante o período e apresentamos ao Cliente. Com isso o Cliente poderá optar por atuar de forma pró-ativa nas estatísticas reais de quem usa o ambiente.

Para saber mais sobre como a DANRESA Consultoria de Informatica pode ajudar sua empresa com o modelo de atendimento service desk ligue para um Consultor DANRESA através do telefone 55 11 4452-6450 ou envie um e-mail para comercial@danresa.com.br

Outras informações complementares podem ser encontradas no site oficial da DANRESA Service Desk em http://www.danresa.com.br/siteservicedesk/index.aspx

Informações sobre todos os produtos e serviços oferecidos pela DANRESA Consultoria de Informatica a seus clientes estão disponíveis em http://www.danresa.com.br

O manual completo da ferramenta de service desk da DANRESA pode ser consultado online em http://www.danresa.com.br/paginas/manual-service-desk-danresa/index.aspx

Você também pode solicitar um test drive gratuíto ( demo online ) na ferramenta de service desk da DANRESA. Acesse http://www.danresa.com.br/demo/servicedesk e saiba como adquirir os dados de acesso a ferramenta de service desk online, versão de demonstração.

Planejamento de gerenciamento de documentos (SharePoint Server 2010)

Fonte: http://technet.microsoft.com/pt-br/library/cc263266.aspx

Estes artigos vão orientá-lo no planejamento dos recursos de gerenciamento de documentos da solução com base no Microsoft SharePoint Server 2010.

SharePoint Server 2010 inclui recursos de gerenciamento de documentos que podem ser usados para controlar o ciclo de vida dos documentos na organização – como são criados, revisados e publicados, além de como são por fim descartados ou retidos. Os artigos neste capítulo vão orientá-lo no planejamento dos recursos de gerenciamento de documentos da sua solução.

Os artigos deste capítulo incluem o seguinte:

Quando utilizar o Sharepoint 2010

Pense em utilizar o Sharepoint 2010 quando estiver pensando em:

Colaboração – Equipes trabalhando juntas em projetos, compartilhamento de informações, muitas vezes através de processos ad-hoc.

Gestão de Documentos – Forma estruturada para gerenciar e compartilhar documentos através da utilização de versionamento, meta-informação, perfis de acesso, fluxos de trabalho, pesquisa e políticas de gestão da informação, bem como compliance.

Integração de Aplicações em Portal – Uma interface de trabalho na web personalizada que reúne diferentes informações de aplicativos de linha de negócios e outras fontes, como bancos de dados, sites e web-services.

Gestão de Conteúdo – Um ferramenta de publicação, design e branding de páginas em portais ou sites e sub-sites.

Redes Sociais Corporativas – Com as novas facilidades incorporadas no Sharepoint 2010, usuários interagem com outros através de avaliações, comentários, blogs, wikis, microblogs, e compartilhamento de mídia. O SharePoint Server 2010 permite aos profissionais da informação o uso de ferramentas sociais, e experiências muito semelhantes aos disponíveis na Internet pois combina computação social com tradicionais recursos de gerenciamento de conteúdo.

Insights – Acesso e  Análise de Informações – SharePoint 2010 Insights permite aos usuários o acesso às informações de negócios que precisam para tomar boas decisões. Com poderosos recursos como dashboards e scorecards interativos, as pessoas podem se utilizar de informações de bases de dados, relatórios e aplicações de negócio para atender às necessidades específicas. Além disso, conta com feramentas de análise (BI) e geração de gráficos.

Usuários que Desenvolvam Soluções de Negócio – Com os composites  o SharePoint 2010  fornece blocos de construção que você pode usar para montar, conectar e configurar soluções de negócios colaborativos. Desde sites simples até para aplicações complexas, você pode responder rapidamente às necessidades específicas de negócios com soluções personalizadas.

A DANRESA Consultoria de Informatica é especializada em Consultoria em Sharepoint executando implantação e customização de Sharepoint em ambiente corporativo.

As empresas que possuem o pacote do sharepoint versão foundation ou superir e que desejam implantar o sharepoint em seu ambiente corporativo devem procurar a DANRESA Consultoria de informática para entender como o sharepoint pode se adequar às necessidades de sua empresa.

Cada empresa pode ter um cenário e demandas diferentes que exigem um planejamento antes da implantação.

A DANRESA customiza o sharepoint, aplicando a identidade visual da empresa em todo o portal e sua hierarquia de sites e páginas, adequando os CSS, logotipos, links, controles de navegação, imagens, layout, design.

A DANRESA também efetua a integração entre o sharepoint e todas as aplicações da empresa, permitindo que informações e dados de outros aplicativos possam ser visualizados e integrados com outras aplicações já existentes como portais, sites, intranets, sistemas corporativos, SAP, CRM, Microsiga, fontes de dados externas como bancos de dados SQL Server, Oracle, MySQL, Sybase, Access, Planilhas Excel. Todos os processos de integração são efetuados de forma segura e controlada de acordo com as políticas de segurança da empresa.

Imagine poder visualizar e compartilhar relatórios estratégicos, KPIs, dados de fontes externas nas páginas do sharepoint de sua empresa de forma segura e controlada.

Para saber mais sobre como implantar e customizar o sharepoint em sua empresa ligue para um Consultor DANRESA através do telefone 55 11 4452-6450 ou envie um e-mail para comercial@danresa.com.br

Para saber mais sobre o sharepoint e sobre a DANRESA Consultoria de Informatica acesse o site http://www.danresa.com.br

Você pode baixar uma apresentação em PDF ou Power Point no site da DANRESA através do link http://www.danresa.com.br/Paginas/Servicos/SharePoint/sharepoint.aspx

Setting up BCS with Secure Store Application impersonation

Fonte: http://blogs.msdn.com/b/sridhara/archive/2010/01/27/setting-up-bcs-with-secure-store-application-impersonation.aspx

 

 

We used to perform SSO impersonation in BDC in MOSS 2007.  We now have a secure store service application that allows us to specify types of target applications to use for impersonating specific services including BCS.  Here’s a walk-through I wrote for one of my customer to setup secure store application for impersonating BCS calls.

1. Start the Secure Store Service by navigating to Central Administration site > Manage Service on Server.

clip_image001

2. Provision the Secure Store Service Application by navigating to Central Administration > Manage Service Application > New (drop-down from the ribbon) > Secure Store Service. Provide a name for this service application, choose a database and choose an application pool or create a new one.

clip_image002

3. The secure store service application and proxy should now be created.

clip_image003

4. Click on the secure store service application created to configure it. The first time you do this, a message will be displayed that asks you to configure the secure store application as shown below.

clip_image004

5. Click Generate New key from the ribbon option.

6. Provide the pass phrase in the dialog that pops up.

clip_image005

7. Now the secure store application is configure. We need to create a secure store application that will help in impersonating. To do this, click New from the ribbon in the secure store application as shown below.

clip_image006

8. Provide the needed values for the target application settings. Ensure that the target application type is “Group”. This is because we should be able to assign members who’s account will be impersonated by another account we specify.

clip_image007

9. Add additional fields in the next page if needed. Otherwise, just use the default Windows username and password fields that is provided by default.

clip_image008

10. Set the administrators for this target application in the next page. Also setup some members for this target application. In my case, I setup 1 local user “user1” as a member of this target application. We’ll touch base on what this is later in this walk-through.

clip_image009

11. The target application once created should look like below.

clip_image010

12. After this, use the ECB menu against the target application to set the application impersonation credentials.

clip_image011

13. Provide a credential owner, the windows username and password(s) that should be used for impersonation by this secure store application target.

clip_image012

14. Hit OK when done.

15. Now, when creating an application model for BCS we can select this target application to be used for impersonation. Typically, we provide the target application name BCS at the time of creating a connection to the backend. There might be a prompt to confirm the windows credential when you hit OK in the below screen.

clip_image013

16. Once you created your BCS model file and saved it to the site’s external content type store, you can download the application model file to take a look at the definitions of entities and the various methods.

clip_image014

17. Here’s how the LOBi system instance settings look like.

clip_image015

18. As you can see the target application we created in our Secure Store Application is used as the SSO application ID for this LOBi instance.

19. Now, we can create an external list in our SharePoint 2010 site and point it to the customer external content type we created.

clip_image016

20. I have another local user created in my site called “user1” that has contributor rights on this site. If I visit this external list as this user, I should still be able to see the data if the impersonation by secure store application is at work. That’s a fair expectation, but before seeing that in action we need to add this user as a member of our BCS application first. This is because BCS/BDC will first check permissions for metadata objects using the incoming user account first, then do the SSO impersonation and then go to the back-end as the SSO-impersonated user to pull the data. The key thing to remember to not get confused here is that the impersonation we do is for the BDC application to talk to the back-end data store. However, users that need to access the external list need to have appropriate permissions on the external content type objects.

21. To set permissions on BDC objects for a user account, navigate to Central Administration site > Manage service applications > select the BCS service application you created > Set Permissions on the ECB menu option of the external content type as show below.

clip_image017

22. Or set object permissions from the ribbon both should do. For my case, I setup “user1” with Edit, Execute permissions on the customers external content type object as shown below.

clip_image018

23. Once “user1” is setup with appropriate permissions on the BDC objects, we are good to go and see SSO impersonation in action. Now, if I login to the site as user1 and browse to this external list, I should be able to see the data.

clip_image019

Hope this was useful and helps in understanding the secure store and BCS layers to some extent.

BCS Connectivity Errors

Fonte: http://www.chakkaradeep.com/post/Part-2-BCS-Connectivity-Errors.aspx

Now that you have configured BCS, you can create external content types and external lists. You can refer to my blog post – SharPoint 2010: BCS Walkthrough – to quickly learn how to create an external content type and an external list.

 

BDC Access Denied Error

Now that your external list is created, you will certainly like to view the list in SharePoint. When you visit the external list, don’t be surprised if you see the error below:

 

bdc_accessdenied_error

 

This is a very common error that many of you might face. This error is due to the current user not having enough permissions to access the BDC entity.

So, browse to your BDC Service Application page: Central Administration | Application Management | Manage service applications | Business Data Connectivity

You should be able to locate your BDC model. For our example, its the External Customers. In the dropdown ECB menu, select on Set Permissions:

 

bdc_entity_set_permissions

 

In the Set Permissions dialog window, you can now choose your user(s)/group(s) who need access to this BDC entity. For our example, I am choosing Administrator user.

 

bdc_set_object_permissions

 

You can also set the type of permission you want to grant. For our example, I have granted all of the permissions available:

1) Edit

2) Execute

3) Selectable In Clients

4) Set Permissions

Query against the database error

Now if you refresh your external list page, you might get this error or similar error:

 

bdc_query_against_db_error

 

bdc_lob_connection_error

 

This means that the user has access to the BDC entity, but there is something wrong when the model is trying to fetch the external data. In this case, it is from the database. Our External Customers entity model connects to SQL Server database to retrieve the customers. So, this error clearly tells that there is some problem while fetching that data.

One other useful thing to do when you get this error is to check the Windows Event Viewer logs. BCS logs errors to Windows Event Viewer logs. Here is the cause for our error:

 

event_log_details

 

It is very clear from the logs that the user Administrator is not having access to the Customers database. So, its an easy fix – After granting the user Administrator rights to Customers database, here we are with all the customers!

 

bcs_list_working