Skip to content
12/04/2013 / Danresa Consultoria de Informática

Como resolver bug da atualização KB2823324 do Windows 7

Resolvendo o bug do  Windows 7 causado pela atualização KB2823324

Apesar da dor de cabeça que a atualização trouxe, há algumas medidas a serem tomadas caso ocorra esse tipo de problema no seu Windows 7. Confira:

Durante a inicialização, aperte F8 sem interrupções até aparecer um menu com opções de boot. Dentro desse menu azul, escolha a opção “Modo de segurança com prompt de comando”. Na nova inicialização, digite o comando dism.exe /image:C:\ /cleanup-image/revertpendingactions, substituindo “C:” pela letra do disco onde o Windows está instalado. Em seguida, reinicie o computador.

Se, mesmo assim, você não obtiver êxito, faça o boot do sistema por meio do seu DVD do Windows 7. Quando aparecer a interface do Windows, clique na opção “Reparar o computador”; depois em “Prompt de Comando” e digite o comando dism.exe /image:C:\ /cleanup-image/revertpendingactions.

É possível que você ainda não consiga. Neste caso, feche o “Prompt de comando”, clique em “Restauração do Sistema” e siga as instruções. Caso o computador não inicialize, substitua o arquivo ntfs.sys por uma versão mais antiga.

A Microsoft ainda não anunciou uma correção para essa atualização do Windows 7, portanto, é preciso ficar atento. Quando você finalmente conseguir realizar boot no sistema operacional, desative a atualização KB2823324, a fim de evitar que o problema ocorra novamente.

Para fazer isso, abra o menu Iniciar, digite “update” e clique na opção Windows Update. Em seguida, vá até a lista de atualizações a serem instaladas, procure a atualização que termina em KB2823324 e clique na caixa ao lado dela para desmarcá-la.

 

Fonte: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2013/04/erros-na-atualizacao-do-windows-7-impedem-boot-do-sistema.html

 

Conheça o Service Desk DANRESA. Saiba mais sobre o Atendimento Service Desk e o Sistema DANRESA Service Desk no  www.servicedeskdanresa.com.br

Anúncios
24/01/2013 / Danresa Consultoria de Informática

Recomendações da Microsoft para o término do Horário de Verão 2012/2013

A Microsoft informa aos clientes e parceiros as recomendações para o término do Horário de Verão 2012/2013.

O objetivo é atualizar algumas informações sobre os planos e as atividades da Microsoft com relação ao término do “Horário de Verão 2012/2013”.

Neste ano de 2013, segundo o Decreto nº 6.558 de 8 de setembro de 2008, publicado no Diário Oficial da União, a partir das 0:00h do dia 21 de outubro de 2012, entrou em vigor o Horário de Verão no Brasil, com duração até o dia 17 de fevereiro de 2013, válido para os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Distrito Federal.

Em dezembro de 2012 foi lançada uma nova atualização cumulativa para o horário, que está disponível aqui. Esta já contém todas as atualizações sobre as datas de término e retirada do fuso horário UTC -03:00 Salvador do horário de verão para todos os sistemas operacionais a partir do Windows XP/2003, evitando quaisquer dificuldades.
Importante:

 

  • Esta atualização substitui a atualização 2756822, que foi lançada em Outubro de 2012. Todas as alterações de fuso horário adicionais lançadas como hotfixes após a atualização 2633952 foram incorporadas nela.

 

 

  • Procedimentos para o ajuste correto dos horários em computadores domésticos e corporativos, estão descritos aqui.

 

  • Apesar de não esperado, caso enfrente problemas em seus agendamentos no Outlook/ Exchange, acesse o link que contém as informações para solucionar os problemas.

Em caso de dúvidas adicionais, por favor entre em contato com o Gerente Técnico da Conta ou diretamente com o suporte Microsoft, enviando um e-mail através do “Fale Conosco” .

_________________________________________________________________________

Fábrica de Software

Saiba mais sobre desenvolvimento de sistemas da DANRESA Consultoria de Informática.

30/11/2012 / Danresa Consultoria de Informática

SpamTitan anuncia a nova versão do web filter WebTitan

Leia abaixo a notícia do lançamento oficial pela SpamTitan Technologies de sua poderosa solução de filtragem web para as empresas, WebTitan 4.0. Esta versão inclui uma série de novas funcionalidades:

SPAMTITAN TECHNOLOGIES ANNOUNCES MAJOR NEW RELEASE OF ACCLAIMED WEB FILTER WEBTITAN WIDELY USED BY SMBS, SCHOOLS AND GOVERNMENT DEPARTMENTS

SpamTitan Technologies today announced a major new release of its powerful web filtering solution for businesses, WebTitan 4.0.The release includes a host of new functionality such as full transparent authentication, bandwidth management controls, delegated administration and reporting management, SNMP support and enhanced white labelling options. The new functions greatly improve the end user experience, ease of product management and overall business protection options.

Full transparent authentication while using WebTitan in transparent proxy mode will allow end users a more seamless internet experience while allowing management comprehensive user reports rather than IP based reporting typically associated with transparent proxies.

Bandwidth management controls adds to the corporate internet policy options within WebTitan with the addition of bandwidth quotas ensuring bandwidth is not wasted and adequate capacity is available for business-critical applications. With the increased popularity of media rich applications which allow users to listen to radio stations or watch video via the Internet in the workplace the provision of these bandwidth management controls avoid bottlenecks or severe slowdowns in the internet. These controls add to the granular nature of WebTitan and provide the added advantages in terms of cost savings and resource allocation.

Delegated administration allows for configurable levels of administration functions within WebTitan and for these controls to be passed to stake holders across the organisation. With WebTitan 4.0 administrators can grant policy management privileges, reporting rights, or both to delegated administrators who can then manage or report on Internet usage for specific clients (users / groups). Delegated administrators with policy permissions can edit existing policies and create new policies making this a powerful tool for distributing filtering policy management and reporting responsibilities across an organization. Delegated administration allows for greater cross organisational participation in policy creation and maintenance therefore ensuring the most appropriate filtering policy applies to each user / group.

‘The web is getting more complex, thus the requirements within organisations for managing it usage and protecting users is getting equally complex ‘ says Kavanagh, CEO of SpamTitan. ‘WebTitan 4.0 has been designed with this at the forefront, balancing this complexity with management tools that are both intuitive to use and effective in their deployment to ensure our customers get the best end user web experience while organisations are fully protected from all malware as it emerges.”

WebTitan 4.0 also includes a range of enhancements including SNMP support and improved white labelling allowing an organisation add its own brand and identity to the solution.

fonte: www.webtitan.com

Conheça mais sobre o filtro de conteúdo web WebTitan no site: www.webtitan.com.br

21/11/2012 / Danresa Consultoria de Informática

Fortinet ® ganha Avaliação ADVANCED+ da AV-Comparatives

fonte: http://www.segs.com.br

Solução de segurança endpoint ganha prêmio com base na detecção de softwares maliciosos e baixa taxa de falsos positivos

 A Fortinet® (NASDAQ: FTNT) – líder mundial em segurança de rede de alto desempenho – anunciou que a empresa foi classificada como ADVANCED+ no teste de detecção de softwares maliciosos da AV-Comparatives, ganhando uma pontuação de 99,2% (em um total de 100%).
A equipe do AV-Comparatives testou as capacidades do antivírus Fortinet para detecção de malware e de falsos positivos juntamente com outras 20 soluções endpoint de segurança de vários países. Os participantes foram premiados de acordo com as classificações Advanced+, Advanced e Standard.  Os vencedores da categoria Standard foram considerados bons produtos que alcançaram uma pontuação boa/regular; vencedores Advanced foram considerados “muito bons” e os vencedores Advanced + atingiram uma pontuação “excelente”.
A tecnologia antivirus Fortinet é parte do conjunto de serviços de segurança desenvolvido pela  equipe de pesquisa da FortiGuard Labs que oferece avançada proteção  contra ameaças de malware para uma ampla gama de produtos da Fortinet, incluindo FortiGate®, ™ FortiWeb™, FortiMail®, FortiCarrier ™, FortiCache ™ e produtos FortiClient®.
“Estamos muito satisfeitos em saber que a tecnologia antivírus da Fortinet foi reconhecida por uma organização tão bem conceituada”, disse Patrick Bedwell, vice-presidente de marketing de produtos da Fortinet . “A AV-Comparatives confirmou o compromisso da nossa equipe de pesquisa FortiGuard, que é proporcionar aos nossos clientes uma tecnologia de ponta que ajuda a protegê-los das mais avançadas e persistentes ameaças de rede. Juntamente com as melhorias no FortiOS 5.0 e no FortiClient 5.0 anunciadas na semana passada, esta classificação demonstra o nosso foco contínuo em oferecer as soluções mais inovadoras para atender às preocupações de nossos clientes”.
Fortinet FortiGate
24/09/2012 / Danresa Consultoria de Informática

Os 10 principais benefícios da Microsoft Office Enterprise Project Management Solution

A Microsoft Office Enterprise Project Management (EPM) Solution é um ambiente colaborativo completo de gerenciamento de portfólios e projetos. A Office EPM Solution ajuda as organizações a obter visibilidade, percepção e controle de todo o trabalho, o que permite aperfeiçoar o processo de tomada de decisões, melhorar o alinhamento com a estratégia de negócios, maximizar a utilização de recursos, bem como avaliar e aumentar a eficiência operacional.

Motivo 1 Padronizar e automatizar os processos de governança.

Defina vários fluxos de trabalho a fim de submeter cada projeto aos controles de governança adequados durante o seu ciclo de vida — da proposta até a pós-implementação — de modo a obter custos mais baixos, ciclo mais rápidos e maior qualidade.

Motivo 2 Capturar todos os investimentos em um repositório central.

Consolide os investimentos de TI (tecnologia da informação) e de negócios em um repositório corporativo para aumentar a visibilidade, a percepção e o controle. Com a Office EPM Solution, você pode implementar processos repetitivos como modelos, a fim de padronizar e simplificar a coleta de dados em toda a organização. A centralização dos dados facilita a análise de finanças, recursos, agendas entre vários projetos, bem como de outras tendências de dados e do status para a geração de relatórios informativos.

Motivo 3 Priorizar de maneira objetiva a estratégia de negócios e os investimentos concorrentes.

Utilize técnicas comprovadas a fim de definir e priorizar a estratégia de negócios de sua organização para o próximo período de planejamento e gere automaticamente pontos de priorização objetivos para avaliar com eficiência os investimentos concorrentes a partir de várias dimensões.

Motivo 4 Alinhar os portfólios selecionados à estratégia de negócios.

Execute cenários hipotéticos de otimização para identificar vantagens e desvantagens e selecione o portfólio ideal, sob diversas restrições orçamentárias e comerciais, mais alinhado à estratégia de negócios de sua organização. Utilize técnicas avançadas de análise de portfólio para identificar e eliminar as restrições que impedem que o portfólio atinja a Fronteira Eficiente.

Motivo 5 Gerenciar recursos com eficiência.

Sem entender sobre capacitação e cargas de trabalho de longo prazo, as empresas podem experimentar ciclos ineficientes de contratação/demissão, resultando em altos custos, baixo nível de conhecimento e baixa auto-estima de funcionários. Dando visibilidade sobre compromissos gerais de trabalho, quadros de horários reais e capacitação de recursos, a EPM Solution o ajuda a criar planos de recursos para alinhar a terceirização e o recrutamento estratégicos aos seus objetivos comerciais de longo prazo.

Motivo 6 Colaborar e coordenar com facilidade.

Garantir que as equipes compartilhem objetivos comuns e trabalhem juntas com eficiência torna-se mais essencial à medida que as organizações ficam mais diversificadas em termos geográficos e culturais. O acesso baseado na Web a informações oportunas e críticas para os negócios armazenadas na Office EPM Solution permite que as equipes compartilhem conhecimentos, colaborem entre si com facilidade para concluir tarefas e gerar resultados finais, assim como ajustem rapidamente as atividades para acomodar as alterações e as atualizações do projeto.

Motivo 7 Avaliar e controlar o desempenho do portfólio.

Avalie e controle com eficiência projetos, programas e aplicativos durante todo o seu ciclo de vida, obtendo visibilidade para identificar de forma pró-ativa possíveis problemas, tomar decisões e ajudar a garantir que seus portfólios maximizem o retorno do investimento (ROI), bem como aumentem a eficiência operacional.

Motivo 8 Obter mais resultados de investimentos em tecnologia existente.

A Office EPM Solution baseia-se no Microsoft Windows Server, no Microsoft SQL Server e no Microsoft Windows SharePoint Services, de modo que você pode extrair o máximo de proveito da experiência de sua organização nessas tecnologias Microsoft. Como a Office EPM Solution também está integrada ao Microsoft Office system, a aplicativos ERP e à plataforma de colaboração da Microsoft, os usuários podem contribuir com dados para a Office EPM Solution e, ao mesmo tempo, trabalhar com aplicativos conhecidos, como o Outlook ou o SharePoint.

Motivo 9 Fornecer a máxima integração com aplicativos de linha de negócios.

A API Project Server Interface bem definida, o Modelo de Evento que oferece suporte ao Windows Workflow Foundation, o SDK com modelos de referência e outras ferramentas tornam a Office EPM Solution uma plataforma flexível e extensível para o gerenciamento de seu trabalho. Utilize a Project Server Interface, uma API baseada em serviços da Web, para integrar totalmente a Office EPM Solution a aplicativos de Contabilidade, RH, ERP e CRM, bem como a outros aplicativos de linha de negócios.

Motivo 10 Obter rapidamente o retorno do investimento.

A Office EPM Solution oferece às organizações uma solução completa de gerenciamento de portfólio de projetos. Proporcionando maior produtividade dos funcionários, ciclos mais rápidos, custos reduzidos e melhor gerenciamento de tempo, a Office EPM Solution possibilita um retorno positivo e sustentável de seu investimento. No gerenciamento de portfólios de TI, o software pode cortar de 2 a 5% dos custos, melhorar de 20 a 25% a produtividade e transferir de 10 a 15% dos orçamentos para projetos mais estratégicos. No desenvolvimento e no lançamento de novos produtos no mercado, as empresas com melhor desempenho — as que aplicaram rigorosos processos e tecnologias em pesquisa e desenvolvimento e em atividades de lançamento — podem reduzir em mais de 30% o tempo de entrada no mercado.

Fonte:  office.microsoft.com

03/08/2012 / Danresa Consultoria de Informática

SpamTitan é novamente o nº 1 entre os fornecedores de Antispam

SPAMTITAN É MAIS UMA VEZ Nº 1, SUPERANDO TODOS OS FORNECEDORES DE ANTISPAM. TESTE DO VIRUS BULLETIN EM JULHO DE 2012

SpamTitan chegou em primeiro lugar nos testes realizados em julho de 2012 pelo respeitado VIRUS BULLETIN, superando todos os fornecedores de Antispam. Os testes com o SpamTitan resultaram em uma taxa extremamente alta de captura de spam de 99,87% e baixa taxa de falsos positivos de 0,00%, superando todos os outros fornecedores, incluindo McAfee, Sophos, SPAMfighter, GFI e Symantec.

Confira abaixo os resultados:

Quadrante

Veja os resultados completos aqui.

Confira abaixo a notícia na íntegra (em inglês):

SpamTitan today announced that it has come first in the respected Virus Bulletin July test emerging as the clear winner out of the 20 products tested.The Virus Bulletin anti spam test is an independent global publication specific to the field of spam, viruses and related malware. SpamTitan submitted the latest version of its virtual appliance which runs under VMware to the test, and was awarded a special VBSpam+ award for its combined high spam catch rate and total absence of false positives. To reach the No.1 position in this anti-spam test SpamTitan outperformed all other vendors including McAfee, Sophos, Spamfighter, GFI and Symantec.

This is SpamTitans 17th consecutive Virus bulletin award and its first special VBSpam+ award. As the number 1 anti-spam product for business SpamTitan delivers unprecedented protection including an extremely high spam catch rate of 99.87% and low false positive rate of 0.00% – it can’t get much better than that! With a 0% false positive rate companies can rest assured that the damaging effect of having a bona fide email incorrectly identified as spam will not occur with SpamTitan. SpamTitans latest release as featured in the test includes many new features that businesses are finding valuable. Features include the ability to block mail based on the top-level domain or emails matching certain regular expressions as well as outbound TLS support and new filtering and virus scanning tools to make the product even easier to use in the increasingly complex environment IT managers must operate in.

Not only did SpamTitan have the highest overall score, it combined that with no false positives, an excellent result when compared with all of the products tested. Martijn Grooten, author of the Virus Bulletin Anti-spam comparative review awarded SpamTitan a special VBSpam+ award, just the second time in the history of the test for this to be awarded, stating that ‘as the spam catch rate was well over 99.5%, SpamTitan is the only product in this test to win a VBSpam+ award – it also achieved this month’s highest final score’.

Fonte: http://www.spamtitan.com/company/news?NewsID=445

_________________________________________________________________________

SpamTitan, o antispam da DANRESA

Como representantes da SpamTitan no Brasil, a DANRESA Consultoria de Informática
está capacitada a fornecer todo suporte necessário para o andamento de testes de avaliação e implantação efetiva, conquistando as vantagens e benefícios que o software SpamTitan oferece. A DANRESA  comercializa o Software através da instalação de um Appliance perfeitamente customizado para o ambiente dos clientes, na forma de comodato com suporte e manutenção por todo o período contratado. Além disto, como revenda SpamTitan consegue preços diferenciados aos encontrados no site além da facilidade de pagamento em reais no Brasil, contribuindo para a implantação desta importante ferramenta a custos mais competitivos.

Maiores informações no site www.spamtitan.com.br

Faça seu pedido do SpamTitan pelo telefone: (11) 4452-6450.

23/07/2012 / Danresa Consultoria de Informática

PCI-DSS Compliance: Are You Ready for the Latest Changes? (PCI-DSS Compliance: Você está pronto para as últimas alterações?)

If your organization accepts credit cards online you are likely
more than familiar with the Payment Card Industry Data Security Standard
(PCI-DSS). Since late 2004 this framework for developing payment card data
security processes — including prevention, detection and incident response –
has continued to evolve. The areas covered by PCI-DSS are extensive and range
from installing and maintaining a firewall configuration, monitoring access to
network resources, and even includes testing Web applications, all in order to protect
cardholder data.
A key component of the requirements is quarterly vulnerability
scanning; both to detect and report potential threats. Since January 1st,
2012 all assessments have been required to measure against version 2.0 of the
PCI-DSS standard, which placed increased emphasis on promoting awareness around
new vulnerabilities and exploits quickly. Starting on June 30th, 2012
requirements 6.2 and 6.5.6, formerly best practices, become mandatory for
compliance.
Requirement 6.2 mandates than an organization “establish a
process to identify and assign a risk ranking to newly discovered security
vulnerabilities” affecting the Cardholder Data Environment (CDE). The
assessment procedures go on to say that risk rankings should be based
on industry best practices. For organizations developing the risk ranking
and classification system, best practices equates to an approach that assists
in prioritization for remediation; such as a three-tier model (High-Medium-Low)
or a decimal scale (5.0 down to 1.0). For example, criteria for ranking ‘high’
risk vulnerabilities may include a Common Vulnerability Scoring System (CVSS)
base score of 4.0 or above, and/or a vendor-supplied patch classified
by the vendor as ‘critical,’ and/or a vulnerability affecting a
critical system component. Implementing this risk ranking system within
your organization’s vulnerability management process is important; scanning is
not a vulnerability management program by itself.
For internally developed applications within the scope of an
organization’s CDE, requirement 6.5.6 mandates testing against vulnerabilities
classified as ‘high’ risk as part of the secure application development
process. Applications are still required to be developed based on secure coding
guidelines as defined in Requirement 6.5. This includes the common coding
vulnerabilities outlined within the sub-requirements of 6.5 as well as industry
best practices such as the OWASP Top 10. After June 30th, organizations will
also need to ensure that secure coding guidelines attend to “All ‘High’
vulnerabilities identified in the vulnerability identification process (as
defined in PCI DSS Requirement 6.2).”
For scanning vendors, PCI is requiring a more proactive and
preventive stance towards vulnerabilities. Historically, PCI-certified scanning
vendors have not been required to automatically warn a customer that they are
vulnerable (upon discovering a vulnerability); when section 6.2 becomes a
mandatory requirement, these same vendors will also have to update their
software to ensure that issues are detected in subsequent scans. The ranking
component is partially dependent on individual vendors and how they measure
different results, but this is means that rather than waiting for another
organization to designate the severity level of a specific vulnerability,
vendors will now be required to assign them at least an interim risk ranking on
discovery.
As you might expect given the complexity and associated confusion
around PCI compliance, there are additional requirements both directly and
indirectly affected by 6.2 and 6.5.6 becoming mandatory. Some of these include
verifying that minimum security baselines (MSBs) required by Requirement 2.2
are updated, continued scanning until all vulnerabilities classified as ‘High’
and scored greater than a 4.0 by the CVSS as defined in PCI DSS Requirement 6.2
are resolved. Additionally, when a qualified security assessor (QSA) is engaged,
they will be looking for additional materials related to requirements 6.2 and
6.5.6, including vulnerability management policy, risk ranking or risk
classification methodology.
What does this change mean for those involved? If you are already
following the best practices, perhaps very little from a compliance perspective,
for online retailers the enforcement of this change should make it more
difficult for exploits to remain undetected, hopefully avoiding a greater
number of XSS, SQL-injection and other attacks. For scanning vendors, the
effect of this change results in more efficient detection and notification to
the client. Overall, ensuring that these requirements are addressed prior to
the June 30th deadline will not only reduce the risk of falling out of
compliance with PCI-DSS v2.0 but provide one more step toward making cardholder
data more secure.

Fontes: http://blog.fortinet.com/pci-dss-compliance-are-you-ready-for-the-latest-changes/

https://www.pcisecuritystandards.org/documents/pci_dss_v2.pdf (pages 39 & 42)

***************************
Conheça os appliances de segurança FortiGate: