Novo algoritmo de buscas do Google deve punir cópias e conteúdo ruim

Por Redação do IDG Now!

Lançado mundialmente no final de semana, o “Panda” chega com intenção de diminuir visitas a sites de baixa qualidade e que copiam outras páginas.

Após apenas três dias no ar, o algoritmo “contra cópias” Google Panda já começa a ter um grande impacto nas buscas web, de acordo com informações do site espanhol ADSL Zone. A página, que cita dados do Ranking Metrics, afirma que alguns sites importantes da França, como Ciao e Twenga, já perderam 50% de suas visitas desde o lançamento da ferramenta em diversos idiomas na última sexta-feira,1 2/8 – antes o novo código só estava disponível nas buscas Google em inglês.

Na Alemanha, o site Ciao.de e Wikio também aparecem entre os que mais perderam visitantes após o lançamento do Panda, como aponta o site State of Search. Por outro lado, as páginas do sistema Android e do serviço Blogger, ambos da Google, são algumas das que apresentaram maior crescimento desde a última sexta-feira no país, com 42% e 11% visitantes a mais, respectivamente.

A Google afirma, por meio de seu blog, que a implementação global do Panda normalmente impacta entre 6% e 9% das buscas. É um número menor em relação à época do lançamento da ferramenta, no início do ano, quando o Panda afetava quase 12% das buscas em inglês de modo perceptível.

Desde o final de semana, o serviço está disponível em todos os idiomas, incluindo o português brasileiro. De acordo com a gigante de buscas, apenas as buscas em chinês, japonês e coreano continuam de fora, em função de testes para melhorias no serviço.

Com o Panda, a Google quer retornar apenas sites de boa qualidade para os internautas, focando seus esforços, assim, em diminuir o acesso a páginas que considera de baixa qualidade e que usam material copiado de outros sites sem dar crédito aos autores.

Fonte: idgnow.uol.com.br

*********************************************

Webtitan é uma poderosa solução de “Web Filtering” que provê ricas funcionalidades e permite o gerenciamento e a proteção dos usuários quando estão navegando na internet.

 

Anúncios

Após teste, Google, Facebook e Yahoo começam a usar o IPv6 para valer

Por Network World (US)

Sucesso do Dia Mundial do IPv6 levou empresas a manter o suporte em alguns de seus sites, como o YouTube.

Um dia depois do sucesso no teste de 24h do protocolo de internet IPv6, Facebook Google e Yahoo afirmaram, em coletiva de imprensa conjunta, que vão dar suporte ao novo padrão de comunicação em alguns de seus principais sites.

As redes de distribuição de conteúdo Akamai e Limelight, que também anunciaram o compromisso de implantação do IPv6,  declaram que o o Dia Mundial do IPv6 foi um sucesso retumbante. As empresas afirmaram ter registrado um aumento significativo no tráfego de IPv6 em 8 de junho, sem sofrer graves problemas técnicos.

O novo protocolo expande a quantidade de endereçamentos únicos de IP para suportar mais aparelhos conectados diratemente à internet que o anterior, o IPv4. Entretanto, o IPv6 não é compatível com o padrão de comunicação antigo, o que significa que operadores  e portais precisam atualizar seu equipamento de rede e software para suportar o novo protocolo.

A Google afirmou que decidiu deixar seu site de compartilhamento de vídeos YouTube habilitado para IPv6 no momento. Desde 2008, a Google tem suportado IPv6 em sites separados – como o http://www.ipv6.google.com – em vez de seus sites principais.

“Vimos um crescimento de 65% em nosso tráfego de IPv6 durante o teste mundial”, declarou Lorenzo Colitti, engenheiro de software IPv6 da Google, que informou que a empresa adicionou suporte a IPv6 em vários novos serviços, incluindo o Orkut, no Dia Mundial do IPv6. “Esse evento foi realmente bem sucedido”.

“No Facebook, vimos que mais de 1 milhão de internautas se conectaram a nós por meio do IPv6”, disse Don Lee, engenheiro sênior de rede do Facebook. “Não houve problemas técnicos no período de 24h”. “Fomos encorajados por muitos comentários positivos em nosso blog… É realmente interessante como as pessoas gostam do IPv6 ao redor do mundo.”

Com os resultados positivos do Dia Mundial do IPv6, o Facebook decidiu dar suporte ao novo protocolo de internet em seu site para desenvolvedores, www.developers.facebook.com.

“Vamos continuar a adaptar todo nosso código base para suportar o IPv6”, afirmou Lee. “O IPv6 vai permitir que internet continue seu desenvolvimento impressionante”.

(Carolyn Duffy Marsan)
 
********************************
Conheças as soluções de Cloud Computer da DANRESA Consultoria.

Google libera ferramenta de linha de comando para seus serviços

O Google liberou uma ferramenta que permite a programadores e usuários avançados terem acesso a uma grande variedade de serviços da empresa através da linha de comando do Linux.

Chamado de GoogleCL (Google Command Line), o projeto de código aberto é todo feito em Python e permite que usuários utilizem as bibliotecas gdata do Python (Google Data Python Client Library) para se conectarem aos serviços online disponibilizados pelo Google.

Por enquanto, os serviços suportados pela aplicação são Blogger, Calendar, Docs, Contacts, YouTube e Picasa.

Para auxiliar os usuários, o Google postou alguns scripts de exemplo, que demonstram como criar um novo post no Blogger, uma entrada no Calendar ou Contact, e o upload de um video para o YouTube.

O GoogleCL está hospedado no Portal Google Code e liberado sob a Apache License 2.0.

O Google também disponibilizou um manual para ajudar no uso da ferramenta. A empresa conta com o feddback dos usuários para melhorar o projeto.

Com informações de Under-Linux